Home » Novidade

XV Festa Regional das Sementes

Amaro 16 julho 2018 0 Comentários

_DSC0023

O Fórum Regional das Organizações e Movimentos Socias do Campo e da cidade do Sudoeste do Paraná, juntamente com a Prefeitura Municipal e entidades de Planalto/PR, realizaram na ultima quinta feira 12 de julho a XV Festa Regional das Sementes, no Centro Múltiplo Uso do Município de Planalto/PR.

Participaram da Festa aproximadamente 900 agricultores/as e representantes de organizações e movimentos sociais vindos de 30 municípios de diversas regiões do Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Paraíba.

Junto com a grande participação popular, abrilhantou a Festa uma grande participação das crianças e educadoras/es de Escolas Municipais e Estaduais de Planalto. As escolas contribuíram com realização da mística de abertura, expuseram trabalhos artísticos produzidos pelas crianças e visitaram o espaço da partilha das sementes, onde puderam ter contato com a biodiversidade preservadas pelas famílias agriculturas participantes.

Este ano, através da Plataforma Mercosur Social y Solidario – PMSS, estiveram também presentes na Festa: o Centro de Ação Comunitária – Cedac do Rio de Janeiro, o Centro de Ação Cultural – Centrac da Paraíba e o Instituto de Educação Popular – Incupo, da Argentina.

Momentos da XV Festa Regional:

No período da manhã as caravanas foram acolhidas pelo Coordenador do Fórum Regional, Paulo Czekalski; e pelo Prefeito do Município de Planalto, Inácio José Werle. Após a acolhida aconteceu a mística de abertura realizada pela Escola Solange Bueno da Silva. Logo em seguida aconteceu um painel ministrado por Antônio Andrioli (Universidade Fronteira Sul), o qual tratou a temática da Festa, Sementes da Resistência: Compromisso das Gerações.

No período da tarde as atividades iniciaram com uma apresentação realizada pelas organizações e a Casa Familiar de Capanema, a qual resgatou lutas populares que aconteceram a nível de país e região. Posteriormente aconteceu o lançamento do Livro de Poesias “Vida Luta e Poesia”, obra de Ariulino Alves Morais (Chocolate). Encerrando as atividades de plenária, foi realizada a leitura da carta política da XV Festa Regional e então iniciou-se o momento da partilha das sementes.

Carta da XV Festa Regional das Sementes

Sementes da Resistência: compromisso das gerações

O Brasil vivencia um momento de significativos retrocessos aos direitos humanos, aos direitos sociais e à soberania nacional. O Golpe de 2016, guiado por interesses internacionais e na contramão dos interesses populares, está consolidando-se através de ações executadas pelo governo ilegítimo de Michel Temer com apoio da maioria do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF), as quais já resultam em: aumento do número de pessoas em situação de extrema pobreza no país; aumento da taxa de desemprego; queda real do salário mínimo; redução drástica de investimentos na saúde e educação; privatizações de empresas estatais e leilões de campos de petróleo a preços irrisórios a empresas multinacionais.

Estas ações visam a construção de um estado mínimo para a classe trabalhadora, com cortes e congelamentos orçamentários sobre direitos conquistados e garantidos na Constituição Federal. Ao mesmo tempo, estrutura-se um Estado máximo aos interesses do capital internacional.

No campo, a agricultura familiar e camponesa passam por um momento de grande fragilidade diante do crescente avanço do agronegócio sobre os territórios e do desmonte das políticas públicas que contribuíram para alavancar a produção e o acesso aos alimentos. Situação agravada pelas frequentes emendas constitucionais e projetos de leis propostos pela bancada ruralista, financiados por multinacionais, que visam: incentivar ainda mais a utilização de agrotóxicos; atacar o direito a agrobiodiversidade e; aumentar a concentração fundiária, da produção e distribuição de alimentos no país.

Há 15 anos a Festa Regional das Sementes se constitui como um espaço de articulação do campo e cidade, de resistência e de defesa da biodiversidade, contribuindo para o fortalecimento da agroecologia e a soberania dos povos.

Defendemos a Soberania Alimentar como um direito do qual não se pode abrir mão, podendo ser garantido pela livre produção e comercialização de sementes crioulas por agricultores familiares e camponeses e com um maior incentivo a policultura ao invés da monocultura, por exemplo. Esta é uma luta que se iniciou através dos movimentos sociais do campo e que se estendeu para a cidade e para instituições de ensino e pesquisa como as universidades, que afeta diretamente a toda sociedade, pois todos necessitam se alimentar, tendo o direito e a opção de acesso a alimentos saudáveis, nutritivos e de qualidade.

Denunciamos todas as ações que estão sendo realizadas contra o povo, a crescente criminalização e a violência contra quem defende os interesses da classe trabalhadora e os ataques à soberania nacional.

Reforçamos a importância da luta conjunta dos trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade para barrar os retrocessos, fortalecer outro modelo produtivo e construir uma política de desenvolvimento popular e soberano para o país.

Somos sementes da resistência e reafirmamos, a partir da produção de alimentos saudáveis e da preservação da biodiversidade, nossos compromissos na construção de uma sociedade justa e igualitária para todos/as nós e para as futuras gerações!

Planalto/PR, 12 de julho de 2018

Fórum Regional das Organizações e Movimentos Sociais do Campo e da Cidade

Prefeitura Municipal de Planalto

Confira as fotos da Festa

_DSC0005 _DSC0038 _DSC0043 _DSC0050 _DSC0054 _DSC0062 _DSC0116 _DSC013437087754_1716996331753936_462311267583918080_n _DSC0147 _DSC0158      _DSC0175 _DSC0184 _DSC0187 _DSC0193 _DSC0206 _DSC0212 _DSC0237



Deixe um comentário!

Coloque o seu comentário abaixo, ou link de volta a partir do seu site. Pode também subscrever estes comentários via RSS.

Seja cordial. Respeite o assunto do tópico. Não faça spam.

Pode usar estas tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Este blog usa Gravatares. Para obter o seu próprio avatar-globalmente-reconhecido, por favor registe-se em Gravatar.